Ecopontos

Como funciona o Ecoponto?

Ao entrar no Ecoponto, o usuário deve se dirigir à coletora destinada ao produto que pretende descartar, sendo que todas têm identificação de qual material recebem. Um funcionário permanece no local apenas para auxiliar, se houver dúvidas. Cada pessoa pode descartar até 1,5 metro cúbico de material, o que corresponde, em volume, a três caixas d’água de 500 litros, por exemplo.

O que pode ser descartado no Ecoponto?

Materiais recicláveis, como plásticos de origem domiciliar, papelão, vidros e metais, além de móveis desmontados, restos de podas e jardinagem, e resíduos de construção civil: aterro, argamassa, concreto e tijolos.

Para onde vão os materiais?

A categorização dos resíduos é feita pelo próprio cidadão nos Ecopontos, no momento do descarte. Após, os materiais são enviados ao Aterro Municipal, ao Transbordo ou a uma das cooperativas credenciadas ao Sanep. Restos de podas de árvores e entulhos da construção civil são enviados ao Aterro Municipal.

Móveis desmontados são recebidos pela Estação de Transbordo, localizada no município de Candiota. Já os materiais recicláveis (vidro, papel, plástico e metal) são entregues a cooperativas indicadas pelo Sanep. Mensalmente os Ecopontos recebem representantes das cooperativas durante o expediente, para fazer o despacho direto.

Onde ficam os Ecopontos

  • Ecoponto Centro – avenida Juscelino Kubitschek, 3.195: funciona de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 18h.
  • Ecoponto Fragata – rua Machado de Assis, 285, próximo à Cosac: funciona de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h.
  • Ecoponto Laranjal – rua Bom Jesus, 95, no Balneário Valverde: funciona de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h; e aos sábados, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
  • Ecoponto Balsa - Rua Paulo Guilayn, 201: funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h; e no sábado das 8h às 12h e das 13h às 17h.